21 de julho de 2024
Alpop, do Caio Belazzi, tem demanda que inclui trabalhadores informais, autônomos e estudantes que não têm como comprovar renda

Fintech imobiliária inova em aluguel social e atrai investidores

Startup de impacto social faz a ponte entre inquilinos e proprietários para locação formal de imóveis

O Alpop é uma fintech – abreviação das palavras financial e tecnology (tecnologia financeira, na tradução livre), de impacto social, com foco no mercado imobiliário de locação. Trata-se de uma startup de crédito gestora de recebíveis que permite maior acesso à moradia e faz a ponte entre inquilinos e proprietários para locação formal de imóveis.

A plataforma é responsável pela gestão financeira, o que inclui a emissão de boleto aos inquilinos negativados, demanda que inclui trabalhadores informais, autônomos e estudantes que não têm como comprovar renda e, assim, não conseguiriam a locação pelo sistema tradicional das imobiliárias.

A empresa informa que, enquanto muitas pessoas buscam morar de aluguel, existem também muitos imóveis vagos, com grande público consumidor potencial e imensa demanda reprimida. São informais e negativados que têm totais condições de alugar uma moradia, mas acabam sendo barrados pelo sistema convencional das imobiliárias. 

Fundada em 2017, a Alpop  foi criada a partir de um grupo de urbanistas e empresários preocupados com o acesso à moradia, sobretudo nas regiões metropolitanas. No início, atuou como imobiliária digital, até para se familiarizar com todo o ciclo de vida da locação. Desde 2021, porém, passou a atuar em parceria com as imobiliárias, levando sua solução para todo o Brasil.

A startup foi gerada por meio de outra empresa, a desenvolvedora de software sob demanda, a Caiena. Formado por dois grupos empresariais, Caiena e Arap Nishi & Uyeda, o Alpop, em operação desde 2020, tem método de análise cadastral que realiza um filtro qualitativo dessas pessoas. Promete proteger os contratos com pagamentos sempre em dia. Trabalha em parceria com cerca de 250 imobiliárias, espalhadas por 23 Estados e mais de 100 municípios. A sede está localizada em Campinas, interior de São Paulo.

“Com a Alpop, a imobiliária tem acesso à uma tecnologia exclusiva de machine learning que permite analisar o cadastro do pretendente à locação em até 5 minutos, utilizando apenas o CPF da pessoa. Se o inquilino é aprovado, então Alpop protege o pagamento sempre em dia para a imobiliária. Com essa tecnologia, a imobiliária é capaz de alcançar um mercado pouco atendido: 65 milhões de negativados e 40 milhões de informais”, diz o CEO da empresa, Caio Belazzi.

Para fazer o credenciamento, basta às imobiliárias acessar o site da empresa (www.alpop.com.br) e preencher o cadastro. Após receber a inscrição, a imobiliária será avaliada para verificar se preenche os requisitos para fazer parte da rede. Sendo aprovada no processo, então tem início a parceria que, segundo a Alpop, tem “custo zero para as imobiliárias”.

Reinvenção durante a pandemia

A Alpop teve de se reinventar durante a pandemia. Segundo Caio, o trabalho nesse período foi mediar as relações para buscar negociações que permitissem equilibrar as várias demandas do momento. “A pandemia da Covid-19 foi um momento muito triste na história da humanidade. Muitas vidas foram perdidas nesse período e nós tivemos grande sensibilidade com esse momento. Se considerarmos apenas o nosso negócio, foi um teste para nosso modelo de riscos, que se mostrou sólido na oportunidade”, afirma o CEO.

A fintech fechou 2021, primeiro ano de operação, com 840% de crescimento no faturamento na comparação com o ano anterior. Foram 1500 famílias impactadas no ano, com crescimento de 1.300% no número de imobiliárias parceiras e alta de mais de 1.400% em sua base de clientes ativos. Hoje há na carteira da empresa 3.000 contratos de locação ativos.

Além dos bons resultados, a empresa, que hoje conta com parceiros como o fundo de investimentos Smart Money Ventures, a Lello Condomínios (por meio de sua empresa de investimentos), o Caju Capital Social e o Lucas Vargas (atual CEO da Nomad), comemora também o primeiro lugar no ‘Mithub Estate Fintech Challenge’, premiação nacional que reconheceu a Alpop como destaque tecnológico no mercado imobiliário e construção civil em 2022, mesmo ano em que a empresa recebeu R$ 7 milhões em sua primeira rodada de captação. 

Crédito: Divulgação

Conteúdo criado e publicado pela Publiclick – Informações entre em contato conosco. *Utilizamos imagens de livre exposição e bancos contratados, mas caso alguma imagem ou texto tenha direitos autorais, entre em contato conosco que removeremos imediatamente. Imagens de produtos e clientes são de inteiramente de responsabilidade da empresa.

Cadastre-se em nossa lista de parceiros e receba nossas novidades!

Para entrar em contato conosco, preencha dos dados abaixo envie sua mensagem.